“Tenho que confessar que antes de fazer a formação para ser monitora do Prémio Infante D. Henrique pouco sabia acerca do mesmo.
Ao longo desta jornada, tentei alcançar os participantes o melhor que sabia e com as ferramentas que o Prémio me deu. O que não sabia era que esta se tornaria numa experiência única e tão significativa para mim, para os jovens que apoio, para as suas famílias e comunidade onde nos inserimos. Através de uma boa comunicação entre monitor/participante e motivando-os sempre que necessário, pude vê-los amadurecer e florescer, constatando que esta iniciativa de educação não formal os torna melhores cidadãos, deixando-os mais preparados para a vida adulta. O meu percurso no Duke of Edinburgh’s International Award é muito breve mas espero poder contribuir cada vez mais e continuar a ser uma peça deste motor que em muito contribui para uma sociedade acente em princípios fundamentais para o bem estar global. Queria aproveitar para agradecer aos participantes aqui presentes: Mariana Faria, Márcia Aguiar, Diogo Ferreira, Rita Curopos e Filipe Sousa: foram os primeiros casos de sucesso do Prémio Infante D. Henrique na Escola Superior de Enfermagem de São José de Cluny. Gostaria ainda de dizer que esta semana de trabalho intenso demonstrou o quanto eles merecem a sua medalha de ouro e que, enquanto sua monitora, fiquei muito orgulhosa. Agradeço ainda aos estudantes da APEL: Emanuel Costa e Francisco Olim que, desde o primeiro minuto se demonstraram incansáveis. Todos eles tinham um objetivo: fazer com que todos aqui presentes se sentissem bem vindos e felizes por estarem na nossa ilha. Agradeço ainda à Equipa Portuguesa, por me terem dado a oportunidade de estar nesta organização e a todos aqui presentes, foram sempre muito abertos e convidativos. No final destes dias de trabalho na conferência EMAS e, por ter tido a portunidade de ouvir tantas experiências enriquecedoras, posso afirmar que me encontro muito motivada para voltar ao trabalho e fazer com que cada vez mais jovens façam parte do mundo do Duke of Edinburgh’s Internacional Award. Obrigada e até sempre.”